Botox

Até bem pouco tempo atrás a cirurgia representava a única opção de tratamento para muitos problemas na medicina. Com o surgimento do Botox, este panorama mudou. Rugas na face, pescoço envelhecido, sudores excessiva, assimetrias e deformidades da face são alguns exemplos do que o Botox pode hoje tratar. Com resultados rápidos e naturais e de aplicação simples, esta medicação de origem natural encontra cada vez mais indicações em praticamente todas as áreas da medicina. Associado a outros procedimentos ou utilizado isoladamente, o Botox representa hoje mais uma opção ao paciente e um aliado seguro e eficaz no imenso arsenal terapêutico da cirurgia plástica moderna.

O que é Botox?

Botox, ou toxina botulínica tipo A, é uma medicação conhecida e utilizada há muitos anos na medicina. Esta toxina, atenuada e purificada, é produzida a partir de culturas de bactérias.

 

O Botox pode causar botulismo?

A dose utilizada nos tratamentos médicos é muito pequena e incapaz de produzir o botulismo. Na literatura médica, em centenas de trabalhos publicados, não existe nenhum caso relatado.

 

Todas as rugas são iguais?

Didaticamente, podemos dividir as rugas em três tipos: as rugas produzidas pelo fotoenvelhecimento ou pelo efeito cumulativo e nocivo do sol, levando a manchas e alterações da pele, as rugas devidas ao envelhecimento fisiológico e progressivo do organismo, geralmente acompanhadas por flacidez da pele e, finalmente, as rugas dinâmicas de expressão, produzidas pela movimentação contínua dos músculos faciais.

 

Como atua o Botox nas rugas?

O Botox bloqueia uma substância produzida por nosso organismo chamada acetilcolina, um neurotransmissor responsável pela contração muscular (e também pelo estímulo da glândula sudorípara). Assim, não ocorre o estímulo do nervo no músculo. Com o relaxamento desse músculo, a tração sobre a pele é diminuída, suavizando as rugas. Diferentemente da maioria dos outros recursos, este tratamento atua diretamente na causa da formação das rugas e não em sua consequência, relaxando o músculo e impedindo a formação das mesmas.

 

Quais as áreas mais tratadas?

As indicações clássicas são o tratamento das rugas da testa, entre as sombrancelhas (de brabeza, concentração ou tensão) e dos pés-de-galinha, suavizando estas rugas e levando a um aspecto mais jovial e bonito.

 

É possível melhorar o aspecto do pescoço com esta técnica?

Sim, o Botox também é muito eficiente no tratamento do pescoço envelhecido. Neste caso, a medicação é aplicada diretamente no músculo denominado platisma, um dos responsáveis pelo envelhecimento e enrugamento da região cervical. As alterações determinadas por este músculo são conhecidas como bandas do platisma. A aplicação do Botox na região do pescoço é frequentemente associada a outros procedimentos na face, como preenchimentos ou cirurgias.

 

É possível elevar as sobrancelhas com Botox?

Alguns dos fatores mais determinantes de uma face triste e envelhecida são as sobrancelhas caídas. A aplicação cuidadosa e planejada desta medicação pode elevar a parte lateral da sobrancelha, mudando sua forma e diminuindo a sobra de pele nas pálpebras superiores, e proporcionando um aspecto mais jovial e um olhar mais alegre. Consegue-se este efeito através de um novo equilíbrio nos músculos da região palpebral após a aplicação.

 

É possível tratar as rugas nos lábios?

As indesejáveis rugas e vincos situados nos lábios podem ser suavizados, principalmente se associarmos à injeção tratamentos como a microdermoabrasão, produtos de preenchimento ou laser não ablativo (novo tratamento que utiliza a energia luminosa no rejuvenescimento da pele, sem necessidade de período de recuperação, também chamado de fotorejuvenescimento).

 

O que é hiperhidrose?

A hiperhidrose é uma condição na qual existe um estímulo aumentado nas glândulas sudoríparas, levando a uma liberação exagerada do suor. A hiperhidrose compromete aproximadamente 0,5% da população jovem, levando a inúmeros transtornos e constrangimentos. Pode estar presente nas axilas, mãos, pés e outras áreas do corpo. Os tratamentos tradicionais geralmente são pouco efetivos e baseiam-se no uso de medicamentos tópicos ou orais, iontoforese, além de vários tipos de cirurgia.

 

Como atua o Botox na sudorese excessiva?

À semelhança do que ocorre no tratamento das rugas de expressão, após a aplicação, o Botox bloqueia o estímulo que nosso cérebro envia às glândulas. Dessa forma, poucos dias após o tratamento, ocorre uma diminuição importante na liberação do suor, melhorando os inconvenientes da sudorese excessiva e melhorando a qualidade de vida destes pacientes.

 

Como é aplicado o Botox?

Em geral, a aplicação é muito rápida (poucos minutos) e não há necessidade de anestesia ou teste alérgico. Utiliza-se uma seringa acoplada a uma agulha muito fina e delicada. O paciente pode voltar a sua rotina no mesmo dia com algumas poucas restrições, como não manipular a área tratada e não fazer atividade física nas primeiras horas. Os efeitos surgem a partir do segundo ou terceiro dia. 

Aplicamos na clínica o Botox, utilizando a crio anestesia afastando a dor ao aplicar o Botox.

 

Ele substitui a cirurgia plástica?

O Botox não substitui a cirurgia plástica, ao contrário, a complementa. Apesar de poder ser utilizado isoladamente, muitas vezes seu uso é associado com produtos de preenchimento como ácido hialurônico e a gordura, à microdermoabrasão, ao laser ou com cirurgias plásticas tradicionais, levando a resultados ainda melhores.

 

A injeção de Botox tira a expressão da pessoa?

É muito importante que se faça uma avaliação detalhada da face e pescoço como um todo, planejando adequadamente o tratamento. Assim, são tratados apenas os músculos com hiperatividade, mantendo-se a mímica facial e, sobretudo, buscando um resultado narual e harmônico.

 

Quais são as causas das rugas de expressão da face?

As rugas de expressão, principalmente aquelas localizadas na região superior da face, são produzidas pela contração dos músculos. A movimentação muscular contínua acaba tracionando a pele e levando à formação ou acentuação das rugas de expressão.

 

O Botox pode ser aplicado em qualquer área do rosto?

Desde que utilizado com bom senso e ciência, o Botox pode ser utilizado em quase toda a face. Alguns exemplos são: as rugas que se formam no dorso do nariz, principalmente ao sorrir, pregas e sulcos no queixo ou até nas pálpebras inferiores. Efeitos interessantes podem ser obtidos com o tratamento, como o aumento na abertura dos olhos, ou acidentalização dos olhos, elevação da ponta nasal e elevação do canto da boca.

 

Quais são as outras indicações do Botox?

Ele pode ser utilizado no tratamento das assimetrias e paralisias da face, naquelas pessoas que, ao sorrirem, mostram muito os dentes superiores e gengiva (sorriso gengival), na sudirese excessiva e até na região do peito (decote), melhorando as pregas que se formam nesa área. Novas e interessantes indicações surgem a cada dia, como no tratamento da dor, espasmos e em muitos casos de enxaqueca.

 

Como atua o Botox nas paralisias faciais?

Os músculos de expressão de nosso rosto são enervados e estimulados por um nervo chamado nervo facial. A lesão desse nervo ou de um ramo dele, seja congênita ou adquirida após um tumor, traumatismo, doença viral ou cirurgia, leva à paralisia de um ou mais músculos. Desse modo o músculo não é capaz de se movimentar, levando à importante deformidade e assimetria. No lado contrário à lesão acaba ocorrendo uma contração exagerada dos músculos, porque não existe mais resistência no lado lesado. Em muitos casos, a injeção criteriosa de Botox nos músculos hiperativos pode ser associada aos tratamentos tradicionais, melhorando muito o sofrimento, ángustia e aspecto desses pacientes.

 

Quanto tempo dura o efeito do Botox?

O período de melhora varia segundo cada paciente ou patologia tratada. Nas rugas, a duração é, em média, de 4 a 5 meses. Nos casos de hiperhidrose, os efeitos podem se prolongar por mais tempo. Quando os sintomas ou rugas retornarem, é possível reaplicar o Botox e obter novo período de melhora.

 

Quais são os riscos na utilização desta técnica?

Desde que aplicado com cuidados e critérios e por médico especialista capacitado e treinado, o Botox é muito seguro. O principal risco é a paralisia indesejada de algum músculo próximo à área tratada, geralmente por difusão da medicação. Isto pode, por exemplo, levar à queda temporária da pálpebra superior (ptose palpebral). Felizmente estes raros inconvenientes desaparecem espontaneamente em alguns dias ou semanas.