Próteses Mamárias

Também conhecida como mamoplastia de aumento, a cirurgia de aumento de mama utiliza implantes para dar volume aos seios ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso ou gravidez.

 

Muitos pacientes têm dúvida sobre aumento de mama e o período de recuperação.
Embora muitos fatores estejam envolvidos, o período de recuperação pós-cirúrgica geralmente é de 24 a 48 horas, seguido de um período de repouso de alguns dias. Provavelmente, você irá sentir dor e inchaço por algumas semanas. Exercício físico e atividades normais serão liberados seguindo orientação de seu cirurgião plástico.

A cirurgia

  A colocação de próteses mamárias é feita em centro cirúrgico completo (trata-se de uma cirurgia), e a anestesia pode ser por sedação + anestesia local e anestesia geral + local, dependendo da preferência do cirurgião e do anestesista bem como de características da paciente. A cirurgia dura em média uma hora e meia para os implantes simples, e duas horas para os casos em que for necessário fazer ajuste de tecidos em torno dos implantes.

  Após a cirurgia, é necessário permanecer em torno de seis horas no Centro de Recuperação Pós-anestésica. Depois desse período, a paciente poderá ir para casa, ou poderá passar mais horas (ou uma noite) no hospital, dependendo das condições gerais e de suas preferências. 

Incisões e cicatrizes

  São três as possibilidades: incisão peri-areolar inferior (em torno da metade inferior da aréola), infra mamária (junto ao sulco submamário), ou axilar (na prega axilar superior) e a escolha depende do cirurgião, da paciente e das carascterísticas anatômicas de cada paciente. As três opções resultam em cicatrizes de uma maneira geral muito pouco perceptíveis.

Posição dos implantes

Os implantes podem ser colocados por diante ou por trás do músculo peitoral maior. Minha preferência pessoal é a colocação por diante do músculo, mais anatômica e funcional, mas quando a paciente tem muito pouco tecido mamário, é preferível a posição por trás do músculo. Muito atual é a colocação da prótese anatômica, ficando a parte superior coberta pelo músculo e a porção inferior da prótese fica livre sem a cobertura do músculo. Chama-se duo-plain.

Tipo de implante usado

  A primeira opção é pelos implantes de silicone texturizados já utilizados por mais de 20 anos. Promovem menor retração capsular e menor possibilidade de deslocamento.

  Também podem ser utilizadas as próteses de poliuretano, quando houver problemas com as próteses texturizadas.

Formação de Cápsula e Retração Capsular

  Sempre que são colocados materiais estranhos dentro do nosso corpo há uma reação chamada tipo "corpo estranho". O organismo faz uma membrana (cápsula) ao redor do material estranho ao corpo. Isso acontece também após a colocação do implante de silicone. Por vezes, essa membrana sofre retração e aperta-se em torno do silicone, tornando-o mais firme ou mesmo bem rígido. Num grau severo (grau IV), pode haver alterações da forma e posição das mamas ou mesmo dor. Atualmente são contraindicadas as manobras de ruptura fechada da membrana retraída, pela possibilidade de ruptura concomitante do implante. Caso haja uma intensa retração capsular, está indicada uma cirurgia que faça a secção da cápsula retraída. Pode-se também trocar o implante de posição, colocando-o por trás do músculo peitoral maior e, em algumas vezes, opta-se também por trocar os implantes usados por implantes de outro tipo. Observa-se que o índice de retrações capsulares reduziu-se muito, depois que se começou a empregar os implantes com poliuretano.

Após a cirurgia

Em geral, a colocação de próteses de silicone não provoca dor intensa. As pacientes mais sensíveis podem sentir mais desconforto ou dor nas primeiras horas ou primeiros dias depois da cirurgia, recebendo medicamentos adequados para o alívio necessário.

  A retomada das atividades deve ser progressiva. É importante que a paciente use o bom senso e evite movimentação brusca ou forte, principalmente na primeira semana após a cirurgia, mesmo que seu corpo dê a impressão de que já está completamente recuperado. Não está. A indicação é que a paciente fique em casa por três dias e comece a retomar suas atividades aos poucos, fazendo algum repouso nos sete primeiros dias.

  Costumo recomendar que a paciente leve cinco dias para recomeçar suas atividades usuais, ainda de modo leve. Para voltar a dirigir, o ideal é esperar de sete a dez dias. Caminhadas de até dois quilômetros só devem ser feitas vinte dias após a cirurgia, e exercícios mais fortes apenas um mês depois. Para tomar sol, jogar tênis ou praticar atividades de maior impacto, a recomendação é aguardar 45 dias. Às pacientes nas quais o implante tenha sido feito por trás do músculo peitoral maior, recomenda-se reduzir ou mesmo abolir os exercícios musculares fortes com os músculos peitorais maiores (musculação).

  Observando esses cuidados, a paciente auxilia a evitar complicações e a ter um resultado mais satisfatório para todos

Riscos e Complicações

Em casos isolados, após a cirurgia podem ocorrer sangramento, infecção, formação de uma cicatriz com aparência desagradável e retração capsular. Para evitar essas complicações toma-se uma série de medidas que procuram trazer ao mínimo a chance de que ocorram. A participação equilibrada, consciente e cuidadosa da paciente tem uma importância fundamental.

  Os implantes mamários são muito resistentes, mas não se deve pensar que sejam para sempre. É recomendável a sua substituição depois de sete a dez anos.

  As próteses podem se romper após traumatismos locais muito intensos (ou mesmo sem história de trauma especial na região). Embora a prótese possa estar rompida, o gel de silicone não se desloca a outras regiões e órgãos.

  Recomenda-se fazer revisão médica anual, mesmo que a paciente não tenha quaisquer sintomas ou sinais.

  Convém destacar que os implantes mamários tornam mais difícil fazer e interpretar mamografias, pois o silicone é opaco aos raios X. Em pacientes com implantes, pode ser indicado o uso de outros exames, como a ressonância magnética. Também pode ser mais difícil identificar lesões mamárias muito pequenas, dependendo da sua localização. Para mulheres que têm um importante histórico familiar de câncer de mama na família (três familiares diretos), torna-se desaconselhável a colocação de implantes de silicone.

Esquema de Prótese de silicone:

ENDEREÇO

Avenida Independência, 1139/601

Porto Alegre /RS

 

FAÇA SUA MARCAÇÃO EM:

51.3110-6464

51.99931.6464 (whats)