Dermoabrasão

 

 

História

  Em 1500 A.C. no papiro de Hebers, no antigo Egito, já se faziam referências ao lixamento da pele para tratar manchas e cicatrizes.

  O sal de cozinha também já foi utilizado como elemento abrasador.

  No século XX, a partir da década de setenta foram introduzidos aparelhos de alta rotação com lixas diamantadas que promovem abrasão mais uniforme da pele.

  A pele pode ser esfoliada até uma profundidade onde permanecem seus anexos, glândulas e folículos, que são necessários para uma boa regeneração cutânea.

  

Técnica

  Uma das técnicas mais utilizadas no rejuvescimento facial é o peeling mecânico, que proporciona uma aparência de pele nova e retira marcas de acne, cicatrizes e manchas, estimulando a renovação celular de maneira fisiológica.

  Os peelings, que significam descascar para renovar, podem ser superficiais, médios e profundos.

Indicações

Cicatrizes de Acne

 

  A dermoabrasão é um tipo de peeling muito utilizado tanto em mulheres como em homens. Sua técnica consiste em esfoliar superficialmente ou com profundidade média a pele acometida por marcas de acne, cicatrizes pós-acidente e manchas na pele, como o envelhecimento causado pelos raios ultravioleta.

  Utiliza-se um aparelho de alta rotação sob anestesia local que é aclopado a um disposiivo que permite realizar um abrasão (remoção) das camadas superficiais da pele, isto é, camada mais externa da pele (epiderme). A remoção é feita com lixas diamantadas ou lixas d'água. Cirurgiões plásticos realizam a abrasão manual com lixas d'água concomitante à plástica facial para promover a renovação celular da pele senil e manchada.

 

Rinofima

 

  No rinofima, patologia que aparece na porção anterior do nariz pelo crescimento exagerado do subcutâneo, pele e suas glândulas, a técnica apresenta indicação única, propiciando uma reconstituição da pele. E, imediatamente após o procedimento, há proliferação dos anexos, pele e glândulas.

  Pacientes que apresentam má cicatrização, como a formação de quelóides, manchas, alargamento das cicatrizes, a abrasão é contra-indicada.

  Logo após o tratamento cirúrgico aplica-se cremes especiais que ajudam na reconstituição do tecido.

  O paciente deve ficar afastado do sol nos primeiros quinze dias e usar bloqueador solar durante três meses.

  Devemos ter em mente que as luzes normais tanto as do ambiente de trabalho quanto às residenciais também emitem radiações, portanto a pele deve ser protegida também nesses ambientes.

  Após três semanas, a pele apresenta-se plenamente reconstituída, mas seu aspecto normal aparecerá somente a partir do terceiro mês.

  Juntamente com o protetor solar pode-se aplicar uma base cor da pele. 

  Como a pele "velha" sai, o organismo reconstitui o tecido, formando uma camada nova, mais saudável e bonita.

 

 

 

 

Ceratoses Senis e Manchas

 

  Nas manchas senis e lesões pré-malignas, o método apresenta indicação precisa, pois promove regeneração obedecendo a fisiologia normal da cicatrização. O tratamento pode ser aplicado em mais de uma sessão, com intervalos não inferiores há seis meses.

 

Rugas

 

  As rugas periorais têm sua indicação na cirurgia estética da face através da abrasão. Quando as rugas são profundas, por vezes surgem áreas de hipopigmentação (manchas brancas), que facilmente podem ser corrigidas com uma base adequada. Após trinta dias podemos preencher o lábio e, então, obtermos um órgão jovem com sua atrofia corrigida, o que dá satisfação à paciente.

  Cicatrizes pós-acidente podem ser tratadas com a abrasão e obtermos resultados bons após uma ou duas sessões. O tratamento da pele após qualquer método abrasivo seja laser, químico ou dermoabrasão deve ser o de proporcionar uma renovação celular fisiológica. Para isso é necessário um acompanhamento atento de profissionais especializados na área.

 

Quelóides

 

  Podem ser tratados com o método e, assim que houver a epitalização, usar placas de silicone por dois a três meses, bem como associar o tratamento com infiltrações e massagens com cremes especiais. Nos casos extremos, em cicatrizes queloidianas graves, pode-se associar a betaterapia (radioterapia superficial especial) 24 horas após o procedimento.

Conclusão

  A dermoabrasão e os microabrasão cutâneos são excelentes métodos na cirurgia do rejuvenescimento facial, principalmente no tratamento do lábio senil com rugas superficiais ou profundas. Nesses órção é o tratamento de eleição.

  Comparando as técnicas de laser e peeling químico com a abrasão mecânica, diríamos que os dois primeiros estão mais indicados nas rugas finas da face e pálpebras, enquanto o leque da abrasão e microabrasão está indicado para cicatrizes da acne, cicatrizes pós-acidente, seratoses e manchas senis.

  A excessiva exposição solar sem uso de protetores e o bronzeamento artificial promovem o aparecimento precoce de rugas nos lábios, e na face em geral, além de provocarem uma atrofia geral do subcutâneo. Também produzem o aparecimento de manchas senis e tumores malignos, além de estimularem, em sinais pré-existentes ou não, o aparecimento do melanoma maligno.

  Finalmente, gostaríamos de chamar a atenção que mesmo havendo tratamentos eficientes para as patologias cutâneas do envelhecimento, manchas senis ou rugas, torna-se cada vez mais importante o cuidado do órgão cutâneo, desde o nascimento até a idade madura.

 

Esquema dermoabrasão: