Sutura Silhouette

Redefinindo as características do seu paciente sem incisões

"SUTURA REABSORVÍVEL COM CONES BIDIRECIONAIS QUE REDEFINEM AS CARACTERÍSTICAS DO SEU PACIENTE"

 

AS CARACTERÍSTICAS DA SUTURA SILHOUETTE

A Sutura Silhouette é composta de um material reabsorvível transparente (ácido polilático) e cones reabsorvíveis. O comprimento da sutura é de 30 cm para a sutura de 8 cones, 27,5 cm para a de 12 cones e 26,7 cm para a sutura de 16 cones.

 

DO QUE É FEITA A SUTURA SILHOUETTE?

A sutura é feita de ácido polilático e os cones são feitos de ácido L-Lático (82%) e copolímero glicólico (18%). Estes componentes são totalmente reabsorvíveis dentro de 8 a 12 meses para os cones e de 18 a 24 meses para a sutura.

Técnica

ÁCIDO POLILÁTICO

O ácido polilático (PLA), principal componente da Sutura Silhouette, é um polímero conhecido e usado por muitos anos em vários campos da medicina, como a Cirurgia Craniofacial. É completamente reabsorvível e particularmente biocompatível com tecidos humanos. Ele também é bem tolerado e não requer nenhum teste contra alergias (o ensaio clínico foi efetuado em mais de 4000 pacientes).

Os benefícios do ácido polilático foram cientificamente comprovados por mais de 20 estudos clínicos.

Uma vez que a sutura tenha sido aplicada, o ácido polilático age no tecido subcutâneo e estimula a ativação de fibroblastos e a produção de colágeno. Esta ação, que continua com o tempo, ajuda a aumentar o volume e restaurar o perfil da face de forma gradual e natural.

 

OS BENEFÍCIOS DE LONGA DURAÇÃO DO ÁCIDO POLILÁTICO

Comparado com outros materiais frequentemente usados na produção de suturas, a taxa de degradação do ácido polilático é muito mais lenta. Consequentemente, seus benefícios duram por muito mais tempo.

 

COMPORTAMENTO DE DEGRADAÇÃO HIDROLÍTICA IN VIVO

 

MATERIAL                                        DEGRADAÇÃO OBSERVADA

-ÁCIDO POLILÁTICO                        -NENHUMA DEGRADAÇÃO OBSERVADA ANTES DE 12 SEMANAS

-POLIDIOXANONA                          -DEGRADAÇÃO DE 50% DO MATERIAL EM 8 SEMANAS

-L LACTÍDA-CAPROLACTONA       -DEGRADAÇÃO DE 50% DO MATERIAL EM 7 SEMANAS

-ÁCIDO POLIGLICÓLICO                 -DEGRADAÇÃO DE 50% DO MATERIAL EM 2 SEMANAS

 

A TECNOLOGIA DE CONES

As Suturas Silhouette são as únicas suturas com cones reabsorvíveis.

O cone tem uma superfície de 360º para resistir à tração de suspensão e fornece de imediato uma forte fixação no tecido subcutâneo. A reação fibrosa ao redor dos cones cria um apoio sólido para o tecido macio, prevenindo riscos de migração ou extrusão.

A superfície inteira dos cones é lisa, de modo que os pacientes não apresentam nenhuma sensação de "picada". Os cones são responsáveis pelos resultados duradouros. Como são corpos estranhos, eles estimulam respostas inflamatórias. Enquanto os cones são lentamente degradados pela resposta inflamatória, forma-se uma cápsula fibrosa ao redor deles. Em 11 meses, 75% do material do cone é reabsorvido. 

A cápsula fibrosa é formada em camadas e funciona como uma cicatriz ao redor dos nós da sutura. Este tipo de cápsula, que não se encontra em suturas farpadas, proporciona uma fixação melhor em tecidos adiposos superficiais.

Ação Dupla da Sutura Silhouette

1 tratamento

 

2 AÇÕES

EFEITO LIFTING                                               AÇÃO REGENERADORA

                                                      Uma ação de lifting para obter                 Uma ação regeneradora para obter 

                                                      resultados imediatos:                                 resultados graduais e naturais:

                                                 Assim que o tratamento é executado,          Pela reabsorção, o ácido polilático age no tecido

                                                o médico consegue redefinir a zona de          subcutâneo e estimula a ativação de fibroblastos

                                                interesse, comprimindo o tecido e re-            e a produção de colágeno, restaurando o formato

                                                posicionando volumes, graças aos co-           da face.

                                                nes bidirecionais.

 

A SUTURA SILHOUETTE É SEGURA?

A Sutura Silhouette é fabricada em Michigan, nos EUA, e está sujeita a inúmeros controles sanitários. Foi desenvolvida com uma experiência para suturas de suspensão com cones, usadas em cirurgia estética e reconstrutiva.

Devido à sua tecnologia específica de cones, a Sutura Silhouette permanece no lugar, evitando quaisquer riscos de migração ou extrusão.

A técnica da Sutura Silhouette

O PROCEDIMENTO

OBJETIVO DO PROCEDIMENTO

O procedimento visa aumentar o volume oou firmar a pele em qualquer área onde as Suturas Silhouette bidirecionais forem colocadas.

É necessária uma anestesia local apenas nos pontos de entrada e de saída das suturas. As suturas são inseridas sob condições estéreis através da pele no tecido subcutâneo.

O procedimento é executado em caráter ambulatoral e não exige nenhuma incisão ou pontos.

 

INDICAÇÕES DE PACIENTES

Paciente ideal:                                                      Paciente não ideal:

- Ptose de pele no terço médio da face            - Excesso de pele na região mandibular, associada a pele espessa

- Perda de volume malar                                     - Excesso de pele devido ao envelhecimento avançado e pele fina

- Ptose de linha mandibular                               - Excesso de pele na região mandibular, mas com adiposidade excessiva

- Flacidez no pescoço                                          - Pele excessivamente fina com falta de tecido adiposo

- Ptose de supercílio

Os padrões

As Suturas Silhouette posicionadas em um ângulo obtuso ou com as técnicas V ou U, podem ser usadas sempre que for necessária tração na pele. Os padrões retos são mais convenientes se, além de tração na pele, for desejado também um aumento no volume das zonas tratadas, graças à compressão do tecido adiposo.

 

PADRÃO EM ÂNGULO OBTUSO

A versatilidade das Suturas Silhouette permite criar um padrão em ângulo obtuso para fazer melhorias em áreas específicas. Por exemplo, pode-se dar mais definição à linha da mandibula com um padrão em ângulo obtuso no ponto de entrada. Desta forma, temos uma meia-sutura proximal vertical e uma meia-sutura distal horizontal.

A Regra de Ouro: o comprimento entre os dois pontos de saída deve ser superior a 10 cm ao usar a sutura de 8 cones, 16 cm ao usar a sutura de 12 cones e 20 cm ao usar a sutura de 16 cones.

 

PADRÃO EM "U"

A técnica em U é usada com suturas de 12 e 16 cones para pacientes com tecidos particularmente "pesados", e permite a formação de uma zona de fixação proximal mais larga e mais forte.

A principal característica deste padrão é definir dois pontos de entrada proximais e dois pontos de saída distrais. Uma vez que a localização e a direção da sutura tenham sido decididas, os dois pontos de entrada A e B são definidos a uma distância de 1,5/2,0 cm um do outro. Então, a partir de cada ponto de entrada, deve ser usada uma linha para definir a posição da parte correspondente da sutura. Os pontos de saída C e D deverão ser marcados com uma distância mínima de 9 cm dos pontos de entrada correspondentes. A distância entre os pontos C e D dependerá do tamanho da zona de tratamento.

As áreas onde o desenho em "U" pode ser usado são principalmente os terços médio e inferior da face.

PADRÃO RETO

Ao usar um padrão reto, não é necessário que o caminho vertical das suturas siga uma direção precisa. A posição das suturas pode ser mais lateral ou medial, de acordo com o efeito desejado na área. O número de suturas depende das indicações do paciente. O padrão reto melhora a condição da pele com ptose.

A Regra de Ouro: o comprimento entre os dois pontos de saída deve ser superior a 10cm ao usar a sutura de 8 cones, 16 cm ao usar a sutura de 12 cones e 20 cm ao usar a sutura de 16 cones.

 

PADRÃO EM "V"

Ao usar o padrão em "V", os dois conjuntos de cones puxam na mesma direção. Eles fixam o tecido adiposo e o ponto de fixação é preso pela alça da parte central da sutura relativamente ao ponto de entrada.

A "técnica em V" é recomendada para peles finas.

No caso da região malar, a sutura com a técnica em V é efetuada marcando-se o ponto de entrada na altura do contorno do couro cabeludo, perto da base auricular. Os dois pontos de saída estarão a aproximadamente 5 cm do ponto de entrada ao usar uma sutura de 8 cones (8cm ao usar uma sutura de 12 cones e 10cm ao usar uma sutura de 16 cones). A escolha da sutura: a sutura de 8, 12 ou 16 cones depende da força de tração desejada e do tamanho da zona de tratamento.

Para aperfeiçoar a região mandibular, a técnica em V pode ser usada marcando-se o ponto de entrada em relação ao lóbulo da orelha. O ponto de saída superior estará a cerca de 5 cm do ponto de entrada em uma linha em direção ao canto da boca ao usar uma sutura de 8 cones (8 cm ao usar uma sutura de 12 cones e 10 cm ao usar uma sutura de 16 cones). O ponto de saída inferior estará a cerca de 5 cm do ponto de entrada em uma linha em direção ao queixo ao usar uma sutura de 8 cones (8cm ao usar uma sutura de 12 cones e 10cm ao usar uma sutura de 16 cones).

Cuidados Pós-operatórios

Após o tratamento com SUTURA SILHOUETTE, como ocorre em qualquer tratamento estético, podem ser observados leves inchaços, vermelhidão ou hematomas, mas que desaparecem dentro de alguns dias.

Às vezes, ocorre uma leve dobra na pele (necessária para a otimização do tratamento), que desaparece muito rápido.

Recomendações para um bom andamento do pós-tratamento :

✓ Durante a semana que segue o tratamento, não realize cirurgias dentárias e evite tratamentos de pele e de beleza.
✓ Evite todos os esportes em que ocorra contato físico durante as primeiras semanas.
✓ Recomenda-se dormir de barriga para cima.
✓ Se sentir dor, tome um analgésico de acordo com a receita do seu médico.

ENDEREÇO

Avenida Independência, 1139/601

Porto Alegre /RS

 

FAÇA SUA MARCAÇÃO EM:

51.3110-6464

51.99931.6464 (whats)